Arquivo da categoria: Organizador

Que Escola é Essa?

Que Escola é essa ?

MÁRCIO MARIGUELA, ANA MARIA FACCIOLI DE CAMARGO, REGINA MARIA DE SOUSA (orgs.)

2009 • 206p.

Editora: Alínea e Átomo

ISBN-10: 8575163620

A instituição escolar tem sido tematizada quase à exaustão. E um de seus aspectos que vêm sendo traba-lhados são estudos sobre o cotidiano da escola, as práticas que ali proliferam e as dimensões teóricas que estas práticas podem ensejar.
O cotidiano da escola tem um forte caráter de repetição, de normalização, de exaustão: todo dia ela faz tudo sempre igual…, para retomar um verso da canção de Chico Buarque lembrada na Apresentação deste livro. Todo dia, a escola parece fazer tudo sempre igual; os professores parecem repetir o mesmo, convidando (obrigando?) os estudantes a também fazerem o mesmo. Esta exaustão do mesmo produz angústia, produz depressão, produz sintomas – em professores e em estudantes -, como alguns dos capítulos desta obra explicitam.
Mas será que a repetição normalizadora do cotidiano escolar produz apenas angústia e exaustão? Felizmente, não. E os capítulos deste livro também nos mostram isso. A repetição também pode gerar diferença, se houver criatividade; o cotidiano da escola é também um campo de criação de possibilidades, de instauração de acontecimentos.
A leitura desta obra faz-nos lembrar de um antigo poema de Drummond (A flor e a náusea), no qual lemos:
Uma flor nasceu na rua! /…/ É feia. Mas é uma flor. Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio.
A normalização e a exaustão com o mesmo do cotidiano cobrem nossas práticas como um asfalto escuro e viscoso; mas podemos rasgar a espessura e fazer brotar flores. Às vezes, pequenas e feias, mas flores, contrastando o asfalto. São essas pequenas flores, as novas linhas inventadas no cotidiano da escola, de que trata este livro.

Cotidiano Escolar: Emergência e Invenção

Cotidiano Escolar

Márcio Mariguela e Ana Maria Faccioli de Camargo (orgs).
Prefácio: Agueda Bernardete Bittencourt

2007 • 182p.

Jacintha Editores

ISBN 978-85-60677-01-6

A sala de aula está longe de ser o locus exclusivo do exercício educacional na escola: este se dá ainda por diversos outros meios e em múltiplos espaços, como pátios, corredores, recreios, festas, banheiros etc. Para além do aprendizado de conteúdos disciplinares, o cotidiano escolar educa sobre saúde, cidadania, relações sociais e de gênero, entre tantos outros aspectos. Desse dia-a-dia fazem parte dilemas, incertezas, transformações, desigualdades no acesso a bens e serviços, trocas de experiências, que formam o currículo oculto escolar. Assim, este livro traz reflexões construídas nos estudos teóricos e pesquisas da Faculdade de Educação/Unicamp entrelaçadas com a experiência de gestores das escolas estaduais de São Paulo. Debruça-se sobre as múltiplas instâncias educativas presentes no ambiente e no cotidiano da escola, de modo a fortalecer neles a construção e a prática da cidadania.